Veja a Mensagem de Lô Borges ENTREVISTA - LÔ BORGES Veja a Mensagem de Lô Borges Click na Foto para Ampliar Click na Foto para Ampliar

 O garoto Lô Borges cresceu junto de grandes nomes da música. E ainda criança, conquistou Milton Nascimento. Bituca já havia notado que Lô levava muito jeito pra coisa, mas ainda era muito novo. Um dia Lô chamou Bituca até o bar que o pessoal do clube da esquina costumava freqüentar. Pediu 2 vodkas, e deixou Milton de queixo caído. Depois de mostrar pra Bituca que não era mais criança, Lô chamou Milton de volta pra casa dos Borges e mostrou a canção que acabara de fazer. Lô com apenas 15 anos, estava no time, e jogando como titular. O disco "Clube da Esquina", ficou dividido, Milton Nascimento / Lô Borges. E Lô cantava com voz de menino, grandes clássicos da música brasileira, "O Trem Azul", "Um Girassol da Cor do Seu Cabelo", "Paisagem da Janela", etc.  Com  o amigo Toninho Horta, Lô aprendeu harmonia, ou melhor, mágica!

Com sua Gibson 335 e seu chorus, Lô  está como o mesmo definiu em entrevista intimista realizada na casa de seus pais em Santa Tereza, em um grande momento musical,  criativo e " de bem com a vida" !  Em 1980 os irmãos Nico, Telo, Marilton, Márcio, Yê, Lô, Solange , os pais Seu Salomão e Dona Maricota , juntamente com os convidados Milton Nascimento e Elis Regina, fizeram o lendário disco OS BORGES. No repertório músicas compostas e interpretadas pelos Borges. Na capa e contra capa, o quarto dos irmãos, com instrumentos pelo chão e poster's na parede, um deles, com as fotos do Álbum Branco dos Beatles. É um disco que tem o clima da casa dos Borges, ou seja, é um ótimo disco. Foi lançado em CD em 2003 pela primeira vez. Demorou mas chegou !!!

Click na Foto para Ampliar

 Nos encontramos na manhã de sexta ( 24/09/04 ) Lô Borges em total descontração junto a seu pai e um amigo, tocando no violão músicas do recente CD   UM DIA E MEIO (   - Música para mim é começo, meio e fim )  curtindo o calor do início da primavera, no quintal da casa dos pais, que fica  bem próxima a " famosa esquina".

 Feliz na carreira  e na vida, e com a agenda lotada de shows, Lô Borges se diz entusiasmado com as recentes parcerias com Samuel Rosa ( Skank ) Arnaldo Antunes e Tom Zé, onde estão colhendo e pretendem continuar colhendo bons frutos no futuro, e que - se ele quiser - terá continuidade em seu filho de 6 anos, que já ganhou uma bateria...

Fã  incondicional dos Beatles e de Chico Buarque, espera lançar um novo  CD  em 2005, e define o Clube da Esquina como uma opção que os jovens do bairro tinham para encontrar-se, tocar violão, beber, jogar bola e falar dos rumos da música brasileira. - Tudo funcionava como um clube mesmo, só não tinha a piscina !

 Na realidade no início de tudo o Clube da Esquina só tinha dois "sócios"; Lô e Yé Borges. O pessoal foi chegando aos poucos e depois Milton, após chegar de uma turnê, resolveu lançar para o mundo o cantinho da turma.

Após esta época, Lô foi convidado por Milton Nascimento para fazer o disco Clube da Esquina, onde a mClick na Foto para Ampliar úsica título foi gravada. Nesta época  frequentava com Beto Guedes e Flávio Venturini, os bares do bairro São Lucas e do centro de Belo Horizonte, onde compunham, conversavam, se divertiam, compunham...

- O Marilton foi o meu maior incentivador, foi quem me levava aos bailes, e inclusive foi no violão dele que ousei tirar meus primeiros acordes.

Sôbre  Santa Tereza, Lõ Borges diz que não compôs uma música especial, porém é o local que está em seu coração e em sua inspiração, onde nasceu, cresceu e ama. Define o bairro como um dos melhores locais para se viver, exatamente por não ser um bairro de passagem das pessoas, que vêm para cá com o propósito de realmente vir ! Todos aqui são amigos, todos se conhecem, se ajudam, se encontram nos bares e é um bairro bem aconchegante, muito Click na Foto para Ampliar bonito, muito gostoso.

Pergunta: Se você pudesse voltar no tempo, o que gostaria de fazer na época do Clube da Esquina, que você não fez ? Mudaria alguma coisa ?

Resposta: Eu não mudaria nada ! Faria tudo novamente. Tudo aconteceu de modo intuitivo, com a benção de Deus. Agora como músico prático, talvez tivesse tentado conhecer mais teoria musical, coisa que tenho hoje sempre feito, no propósito de me aprimorar cada vez mais. Ainda dá tempo !

                                                                                             Recado para novos Músicos: Fazer o melhor de sí mesmos, tocarem muito e esquecerem o sucesso ! Isso mesmo ! Tentem criar letras e músicas sempre preocupados com a qualidade ! O sucesso é a  consequência de um trabalho bem feito e de boa qualidade.